Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.8/100
Título: Efectividade da educação para a saúde no comportamento alimentar dos adolescentes e jovens estudantes
Autor: Gaspar, Pedro João Soares
Palavras-chave: Educação para a saúde
Impacto auto-percepcionado
Comportamento alimentar
Adolescente
Data: 2006
Resumo: Capacitar os indivíduos para identificarem os seus problemas e necessidades, utilizarem adequadamente os seus recursos, e promoverem uma vida saudável, implica esforços conjuntos dos vários agentes da promoção da saúde. A forma como os jovens acedem à informação de saúde, e o impacto que esta tem nas suas práticas e comportamentos constitui uma questão de interesse fulcral neste grupo, onde não se verificou diminuição na mortalidade e morbilidade nos últimos anos. O objectivo deste estudo quantitativo, longitudinal, pré-experimental, foi averiguar a efectividade da educação para a Saúde em contexto escolar no reconhecimento das fontes de informação de saúde, no impacto auto-percepcionado da informação de saúde e nas práticas e comportamentos alimentares em 117 adolescentes e jovens de ambos os sexos, do 3º Ciclo do Ensino Básico, 9º ano, que em dois momentos distintos (antes-após) responderam a um questionário construído para o efeito. A análise dos resultados revelou que: a) a auto-percepção do impacto da informação de saúde torna-se mais positivo com a participação em acções de Educação para a Saúde em contexto escolar; b) os Pais e os Pares são as fontes de informação de saúde mais reconhecidas; c) o reconhecimento da Escola como fonte de informação de saúde aumenta com o desenvolvimento de programas de Educação para a Saúde em contexto escolar; d) as práticas e comportamentos alimentares auto-relatados pelos estudantes adolescentes tornam-se mais salutogénicas com o desenvolvimento de programas de Educação para a Saúde relacionadas com a Alimentação Saudável, em contexto escolar; e) quanto mais positiva é a auto-percepção do impacto da informação de saúde, mais salutogénicas são as práticas e comportamentos alimentares dos estudantes. Os resultados globais são abonatórios do reconhecimento da efectividade do desenvolvimento de programas de Educação para a Saúde em contexto escolar no aumento do reconhecimento da Escola como fonte de informação de saúde,na melhoria do impacto auto-percepcionado da informação de saúde, e no desenvolvimento de práticas e comportamentos alimentares mais salutogénicos.
Descrição: Trabalho apresentado no âmbito do concurso de provas públicas para recrutamento de professor-adjunto, área cientifica de Ciências de Enfermagem, para a Escola Superior de Saúde de Leiria, do Instituto Politécnico de Leiria.
URI: http://hdl.handle.net/10400.8/100
Aparece nas colecções:Trabalhos académicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Efectividade da Educação para a Saúde no comportamento alimentar dos adolescentes e jovens estudantes.pdf1,81 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.