Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.8/542
Title: Um índice de responsabilidade social empresarial para a realidade portuguesa
Authors: Faria, Filipa
Keywords: Responsabilidade social empresarial
Relatórios de sustentabilidade
GRI
Análise de conteúdo
Portugal
Issue Date: 14-Jun-2012
Abstract: Nesta dissertação propõe-se estudar o tópico da responsabilidade social empresarial (RSE) em Portugal. A problemática da RSE tem crescido nas últimas décadas, fazendo aumentar a complexidade do meio organizacional, como resultado da globalização dos negócios. Deste modo, propõe-se construir um índice de avaliação do nível de RSE dirigido para a actividade empresarial portuguesa. Mediante a técnica da análise de conteúdo de relatórios de sustentabilidade, através da atribuição de pontuação à divulgação de actividades de RSE por parte das empresas, pretende-se construir um índice de RSE. Esta necessidade de construção de um índice surge pela carência de uma base de dados que reflicta a RSE de modo uniforme e isento, à semelhança do que já acontece noutros países. Deste modo, aplicou-se a metodologia de construção do índice de RSE a uma amostra de 53 empresas pertencentes ao World Business Council for Sustainable Development em Portugal, pertencentes a 11 sectores de actividade. Posteriormente são testadas três hipóteses habitualmente referidas na literatura internacional em RSE, através da regressão linear. Em primeiro lugar testou-se a hipótese de existirem sectores de actividade onde as empresas tendem a ter um menor nível de RSE, em segundo lugar aferiu-se a hipótese de que quanto maior uma empresa, maior será o seu nível de RSE, e em terceiro lugar testouse se as empresas com maiores retornos financeiros tendem a ter um maior nível de RSE. Os resultados principais são (i) o sector de actividade é uma variável explicativa relevante para o nível de RSE de uma empresa portuguesa, existindo sectores de actividade onde as empresas apresentam níveis de RSE baixos; (ii) o volume de vendas não é uma variável explicativa relevante para o nível de RSE das empresas portuguesas; e (iii) ao contrário do que é referido frequentemente na literatura, a rentabilidade financeira de uma empresa portuguesa parece afectar de forma negativa o seu nível de RSE. Por fim, realizou-se uma análise de forma a testar se a influência da dimensão e da rentabilidade de uma empresa nos níveis de RSE é significativamente diferente caso esta seja do tipo financeiro ou do tipo não financeiro. Conclui-se que (iv) a rentabilidade é relevante na explicação da RSE em Portugal sobretudo para as empresas financeiras enquanto (v) o volume de vendas se torna relevante na explicação da RSE das empresas não financeiras.
Description: Dissertação de Mestrado em Finanças Empresariais apresentada à ESTG - Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Leiria.
URI: http://hdl.handle.net/10400.8/542
Appears in Collections:Mestrado em Finanças Empresariais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MFE Filipa Faria.pdf660,8 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.