Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.8/465
Title: Etnia cigana e educação especial: representações e práticas da escola
Author: Costa, José Paulo
Vieira, Ricardo
Keywords: Etnia cigana
Escola pública
Educação especial
Diferença
Desigualdade
Metodologia etnográfica
Issue Date: 2008
Citation: COSTA, José Paulo; VIEIRA, Ricardo - Etnia Cigana e Educação Especial: representações e práticas da Escola. In: CRUZ, Fernando (Org.) Actas do III Congresso Internacional de Etnografia, Cabeceiras de Basto: AGIR. ISBN 978-989-8170-00-2.
Abstract: Nesta comunicação apresentar-se-á um estudo que visa desocultar uma problemática ligada à diversidade cultural nas escolas e alertar para que se reflicta sobre o modelo de escola em que trabalhamos e a forma como olhamos em particular para os alunos ciganos. É uma pesquisa realizada no âmbito do Mestrado em Ciências da Educação e Diversidade Cultural e pretende conhecer, num determinado contexto escolar, as representações dos docentes de alunos de etnia cigana com problemas de aprendizagem, integrados nos serviços apoio educativo, a concluírem o 1º Ciclo, bem como as representações que os pais dessas crianças têm da escola. Descrevemos o percurso metodológico realizado e desenvolvemos o estudo empírico, a partir dos registos da observação participante realizados, das entrevistas aos professores, aos professores de Educação Especial e aos pais dos alunos observados e, da análise dos processos escolares dos alunos, na procura das representações que os diferentes agentes fazem de si próprios, da escola, da Educação Especial e dos alunos ciganos. Pautando-se pela imposição de uma identidade única, entendida como “normal”, a escola tende a considerar a diferença, enquanto anormalidade, como um desvio a tal padrão, procurando categorias, nomenclaturas e níveis. Nesta perspectiva, podemos dizer (não de uma forma explícita, uma vez que o conceito de deficiência se encontra muito associado a determinadas patologias clínicas e a desvios comportamentais graves), que a escola procura justificativas patológicas para compreender o insucesso escolar destes alunos ou, de outra forma, que a escola, ainda que de uma forma não totalmente consciente, tende a tornar a diferença como deficiência.
URI: http://hdl.handle.net/10400.8/465
ISBN: 978-989-8170-00-2
Appears in Collections:Comunicações em conferências e congressos internacionais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
“Etnia Cigana e Educação Especial representações e práticas .pdf210,23 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.