Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.8/416
Título: Sistema de controlo de versões em mundos virtuais para negociação de configurações espaciais
Autor: Santos, Filipe
Data de Defesa: 2010
Resumo: Esta tese pretende dar um contributo aos processos educativos realizados em escolas do 1º ciclo do Ensino Básico que assentam em actividades colaborativas onde as crianças, enquanto turma, devem tomar decisões relativamente à configuração dos vários espaços do ambiente escolar. O contributo proposto nesta tese assenta numa mediação tecnológica destas actividades através do uso de ambientes virtuais tridimensionais multiutilizador. Estes ambientes, adequando-se especialmente bem a actividades desta natureza, podem ser desenhados para auxiliar o professor na mediação das mesmas. Desta forma, uma ferramenta inovadora baseada em sistemas de controlo de versões, introduzida no cerne de um destes ambientes, é aqui proposta para auxiliar os professores na gestão das propostas feitas pelas crianças. Esta ferramenta visa responder a alguns desafios respeitantes à dinamização destas actividades, uma vez que o professor deve incentivar as crianças a submeterem propostas individuais mas, ao mesmo tempo, encorajá-las a verem-se como parte de um grupo social (a turma) que deve entrar em negociação para chegar a uma proposta final consensual. Este sistema de controlo de versões, especialmente adaptado para estas actividades, parece ter-se revelado pertinente para a gestão destas propostas, oferecendo formas originais de chegar a uma proposta consensual. Desta forma, esta tese descreve todo o processo de investigação onde se desenvolveu um protótipo assente nestas tecnologias, investigação essa feita à luz de pressupostos construtivistas de investigação interpretativa. Para este efeito, observaram-se dois contextos escolares do 1º ciclo do ensino básico, onde estas actividades foram realizadas. Em concreto, descreve-se como se usou uma metodologia de investigação proposta por Alexei Leontiev, a Teoria da Actividade, que começa a ganhar popularidade em investigação em informática, onde a pertinência e validade de uma ferramenta é estudada pela forma como provoca alterações positivas na natureza da actividade. Os resultados observados parecem mostrar que os ambientes virtuais tridimensionais multi-utilizador, adaptados de forma a incluírem um mecanismo de gestão das várias propostas feitas pelas crianças, podem oferecer novas formas de criar e gerir actividades de negociação de configuração de espaços.
Descrição: Tese apresentada à Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro para obtenção do grau de Doutor em Informática, sob a orientação de Leonel Morgado e de Benjamim Fonseca, Professores Auxiliares do Departamento de Engenharias da Escola de Ciências e Tecnologia da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.
E-mail do autor: fsantos@ipleiria.pt
URI: http://hdl.handle.net/10400.8/416
Aparece nas colecções:Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
tese final.pdf5,44 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.