Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.8/1446
Título: Contrato psicológico en la relación profesor-alumno en enseñanza superior
Outros títulos: Contrato psicológico na relação professor-aluno no ensino superior
Autor: Lopes, José Manuel Magno
Orientador: Vicente Castro, Florencio
Palavras-chave: Contrato psicológico
Ensino superior
Relação professor-aluno.
Data de Defesa: 2014
Resumo: A política nacional para o Ensino Superior integra, desde as últimas décadas do século XX, claros objetivos catalisadores do progresso tecnológico, social e cultural, capazes de identificar, interpretar e responder às instâncias reais do mundo atual. No intuito de responder aos desafios emergentes, sob ecos (mais ou menos) inflamados acerca das opções normativas, as instituições de ensino superior pugnaram pela eficácia dos mesmos enquanto resposta às dinâmicas económicas, bem como às exigências de competitividade e produtividade que passaram a reivindicar um novo patamar de qualificação profissional. A Aula incorpora um espaço privilegiado de construção coletiva do conhecimento na intersubjetividade dos seus atores. Invocar isoladamente o domínio cognitivo é um argumento parco para os propósitos que intenta. O processo de ensino-aprendizagem não se constitui de modo fragmentado ou dissociado das relações pessoais e afetivas. Neste domínio, a relação entre o Professor-Aluno é basilar na edificação do ser humano/cidadão ao relacionar processos cognitivos com práticas psicossociais num tempo dinâmico, num espaço multidimensional, onde a ação ocorre e sob influência de vários quadrantes nem sempre percebida por todos ou, pela menos, sob os mesmos arquétipos. Quando assim acontece, algo ocorre num quadro mental individual com o propósito de atribuir um significado e sentido orientador ao comportamento para que o sujeito volte ao seu estado de equilíbrio. Neste contexto, definimos como objetivo geral desta investigação identificar atitudes e comportamentos na inter-relação Professor-Aluno que potenciem a minimização de situações de dissonâncias, quebra ou violação do contrato psicológico, atento o modelo construído sob os fundamentos recolhidos na literatura, é certo, atento os contextos próprios atuais da temática em estudo. A presente investigação decorre sob uma abordagem eminentemente qualitativa arraigada na hermenêutica, na qual a realidade está inerente à perceção dos indivíduos. Trabalhos fundados nesta premissa têm como foco os significados e a compreensão das palavas (presentes ou ausentes) ou dos eventos relacionados, tendo em conta os próprios locais onde ocorrem. Os dados foram obtidos através de dois questionários destinados um aos professores, e outro aos alunos do ensino superior público. Por meio da análise de conteúdo foi possível a elaboração de quadros de referência de resultados tratados com recurso à aplicação NVivo 10, bem como fórmulas e rotinas implementadas em Visual Basic. Não é possível compreender as relações entre os sujeitos, em estruturas mais ou menos hierarquizadas, sem perceber claramente os vínculos que os ligam, o ajustamento que procuram no seu posicionamento e expetativas na interação. Perceberam-se, desde logo, discrepâncias entre o que os professores e alunos mais valorizam, dentro do quadro mental de perceções da atuação de uns em relação aos outros. Foi, igualmente, possível comprovar que, tendencialmente, o contrato psicológico, pela sua natureza e caraterísticas, pode ser elemento estabilizador na relação Professor-Aluno ao amplificar o grau de confiança, a perceção de justiça, a clareza na comunicação e o comprometimento afetivo.
URI: http://hdl.handle.net/10400.8/1446
Designação: Tese de Doutoramento
Aparece nas colecções:Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
CONTRATO PSICOLÓGICO EN LA RELACIÓN PROFESOR-ALUMNO EN ENSEÑANZA SUPERIOR.pdf10,22 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.