Principal Comentários Entrar
   
   
Advanced Search  

IC-online >
IPL >
Mestrados da ESTM >
Mestrado em Aquacultura >

 
Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.8/590

Título: Estudo da cadeia alimentar do cavalo-marinho Hippocampus guttulatus em condições de cultivo utilizando isótopos estáveis
Autor: Ferreira, Tânia
Palavras-chave: Hippocampus guttulatus
Cavalo-marinho
Cultivo
Isótopos estáveis
Fin-clipping
Alimentação
Seahorse
Cultivation
Stable isotopes
Feed
Issue Date: 15-Dec-2011
Resumo: Este trabalho visa o desenvolvimento de um conhecimento sobre a cadeia alimentar do cavalo-marinho Hippocampus guttulatus em condições de cultivo. Esta análise foi efectuada utilizando isótopos estáveis, de Carbono (d 13C) e de Azoto (d15N). O trabalho desenvolvido tem como finalidade um estudo e acompanhamento das alterações isotópicas nos tecidos dos indivíduos utilizados nas experiências. Foram efectuadas duas experiências: alimentação de adultos e de crias. Analisando amostras de barbatana dorsal de adultos (recorrendo a técnica de fin-cliping) a diferentes tempos de cultivo podemos determinar a assimilação de alimento, e assim efectuar uma comparação entre estes indivíduos e os selvagens. É possível também, acompanhar a temporalidade e alterações isotópicas nos tecidos (a nível de d 13C e d 15N). Já com as crias (sacrificando o indivíduo e analisando a totalidade da massa corporal) efectuou-se uma experiência de comparação isotópica dos diferentes tipos de alimento disponibilizados desde o primeiro dia, artémia e copépodes (calanóides e harpacticóides). No estudo levado a cabo com os adultos foi visível uma assimilação adequada do alimento oferecido o que remete a uma assinatura isotópica semelhante à encontrada nos indivíduos no meio natural. A técnica de fin-clippnig possibilitou a toma de amostras sem ter de sacrificar o animal e mostrou ser um método de amostragem eficaz para utilizar com espécies ameaçadas. No caso das crias é perceptível uma melhor condição em cultivo das mesmas quando alimentadas inicialmente com copépodes calanóides (entre 4 a 5 dias) e posteriormente adicionando artémia á sua dieta. Existe também uma melhor assimilação inicial do alimento e uma maior taxa de sobrevivência quando comparado com indivíduos alimentados tanto com artémia ou harpacticóides.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Aquacultura apresentada à ESTM - Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar do Instituto Politécnico de Leiria
URI: http://hdl.handle.net/10400.8/590
Appears in Collections:Mestrado em Aquacultura

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Mestrado em Aquacultura_Tania_Ferreira.pdf3,15 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© 2007-2009 Instituto Politécnico de Leiria - Feedback - Statistics
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência  Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE