Principal Comentários Entrar
   
   
Advanced Search  

IC-online >
IPL >
Comunicações em conferências e congressos nacionais >

 
Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.8/458

Título: Territórios educativos e mecanismos de lidar com a diferença na escola
Autor: Vieira, Ana Maria
Vieira, Ricardo
Issue Date: 2011
Citação: VIEIRA, Ana Maria; VIEIRA, Ricardo - Territórios educativos e mecanismos de lidar com a diferença na escola. In: Actas do II Encontro de Sociologia da Educacão – “Educação, Territórios e (Des)Igualdades”, Faculdade de Letras da Universidade do Porto, 2011, pp. 317-335.
Resumo: Pretendemos, nesta comunicação, dar conta duma investigação a decorrer no CIID-IPL (www.ciid.ipleiria.pt) que compara as práticas de Professores e de Técnicos Superiores de Serviço Social (TSTS) em dois Territórios Educativos do concelho de Leiria1: um Território Educativo de Intervenção Prioritária (TEIP) e um Agrupamento Escolar que tem sustentado uma “Oficina de Comportamento” a par do currículo formal e experimentado um Gabinete de Apoio ao Aluno e à Família (GAAF) do Instituto de Apoio à Criança (IAC) como meio de mediação sociopedagógica. Em ambos os territórios, as funções de mediação têm sido desempenhadas por professores e TSTS, um com mais autonomia para sustentar mediadores, outro que tem privilegiado o projecto educativo como gerador de créditos horários para afectar professores ao trabalho de mediação. Apesar das diferenças estruturais e de variedade de agentes educativos implicados, em ambos os territórios há uma crença de se trabalhar com a diferença cultural na escola, com a mediação de tensões sociais mas as práticas e discursos de professores e TSTS parecem inscrever-se numa postura ideológica próxima do que designamos de “patologização da diferença” que vê a escola contemporânea com muitos problemas que têm de ser resolvidos não só por professores mas, também, por psicólogos e TSTS como sejam os assistentes sociais, educadores sociais, sociólogos, animadores, etc. A tónica da prática parece ser posta na mediação para a resolução de conflitos (a escola como o hospital dos problemas sociais) e não tanto da mediação sócio-cultural, a montante dos problemas, resultante da (in)comunicação entre os agentes educativos e os alunos e suas famílias, bem como entre os diferentes alunos.
URI: http://hdl.handle.net/10400.8/458
Appears in Collections:Comunicações em conferências e congressos nacionais

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Vieira R. Vieira A_ TERRITÓRIOS EDUCATIVOS E MECANISMOS DE L.pdf323,58 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© 2007-2009 Instituto Politécnico de Leiria - Feedback - Statistics
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência  Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE